A Minha Alimentação Paleo…{ish}

Não posso dizer que sou Paleo no sentido estrito da palavra, posso sim dizer que adoptei uma “dieta Paleo-ish”. Ora o que é que isto quer dizer?!
Somente que não sigo tudo à regra, seja lá isso o que for pois depende sempre de quem se julga dono da razão, adapto a minha alimentação à minha envolvência, àquilo que o meu organismo me diz que está correcto e aos alimentos que me fazem bem e feliz. Isso! A minha alimentação tem que me fazer feliz e saudável, não me pode ser imposta e castradora pois assim não me faz sentido, faz-me sentido sim uma evolução e não a perfeição!

Quando iniciei a minha #alteraçãodehábitos larguei o pão, na altura era o meu inimigo número 1 e cheguei à conclusão de que não me faz assim tanta falta, até porque posso fazer pão Paleo-ish 😉 no entanto faço por evitar o consumo de pão pois não “encaixa” nos meus objectivos!

O leite, os grãos (trigo, soja, milho…), os açúcares e alimentos processados/industrializados como bolachas, bolos e bolinhos, refrigerantes, bebidas com açúcar, óleos vegetais refinados (milho, girassol, amendoim…), são tudo alimentos que evito ao máximo e posso dizer que nos primeiros 6 meses da minha #alteraçãodehábitos não consumi nenhum deles e agora, já passado mais de 1 ano, evito ao máximo este tipo de consumo. Há alimentos que modero, não são Paleo, tal como alguns derivados do leite. Queijo e iogurte grego no meu caso têm lugar no menu mas preferindo sempre os gordos e sem aditivos, dá trabalho procurar mas com a partilha que existe em vários grupos, blogues e sites espalhados pela Internet bem como em livros, reportagens e entrevistas a pessoas ligadas e conhecedoras do tema, torna-se muito mais fácil e posso dizer que muito mais divertido também!

Acredito na construção da “TUA Paleo” pois todos nós somos diferentes e os nossos organismos respondem aos alimentos de forma única, para além de que cada um tem um objectivo diferente quando inicia seja o que for, somos indivíduos e acho que só isso diz tudo!

Obtive resultados bastante positivos com as alterações que fiz neste meu trajecto e acredito, genuinamente, que todos o conseguimos fazer! Sendo que esta alimentação NÃO é uma dieta para perder peso, é um estilo de vida saudável que só nos aporta coisas positivas e não nos faz desesperar com restrições!

Deixa a tua opinião

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.